Vamos Ajudar !!!



AGORA CORAÇÕES AO ALTO E TOCA A AJUDAR!!

Hoje de manhãzinha muito cedo telefonou-me uma amiga belga, a Valérie (daquelas pessoas que nos aparecem casualmente na vida e que ficam para sempre).
"Só" para dizer que queria muito ajudar, estava muito impressionada com esta tragédia, e tinha a certeza que ia conseguir arranjar mais quem quisesse. Mas que gostava de ajudar alguém em concreto. Que lhe dissesse como podia fazer.

Claro que, como todos os portugueses, também me questionei logo na hora como podia ajudar.
Mas também pensei logo que gostava de ajudar alguém em concreto.
Sendo nós uma empresa agrícola fará todo o sentido ajudar quem é e vive da agricultura como nós. A decisão está tomada, vamos deixar tudo acalmar e daqui a 2/3 semanas vamos até lá ao encontro de quem precisa de nós. Saber do que vai precisar para recomeçar e depois tratar de ajudar.
E aí sim, dizer à nossa amiga Valérie e convidar todos os nossos clientes e amigos que queiram participar.

As contas solidárias e os fundos são maravilhosos mas têm um enorme problema, é que normalmente o que entra na "máquina do estado" precisa de mil e uma burocracias para voltar a sair. Imagino que irão fazer levantamentos, escalonamentos, orçamentos, projetos, requisições, inquirições, abrir processos, pedir assinaturas, carimbos, fazer reuniões, tomar decisões.
Quantas e quantas vezes não se ouve passado um ano (normalmente quando os meios de comunicação voltam ao local) que está ainda muito ou quase tudo por fazer.

E nós que estamos longe não tarda já nos esquecemos, porque a vida continua, porque não sofremos na pele.
É um dever de cidadania ligarmos o despertador para tocar daqui a dois, três meses e tratar de fiscalizar, de pressionar, de obrigar as "entidades oficias" a agilizar processos, a facilitar a vida a todos os que estão a sofrer na pele.

A nossa promessa está feita, é publica e os despertadores (os nossos clientes) não nos vão deixar esquecer.
Vamos dando sempre noticias e claro que adorávamos que se juntassem a nós.






Sem comentários

Enviar um comentário

© A vida de uma alface
Design:Maira Gall.